[RESENHA] Manhã de Núpcias

Oi, Pessoal, tudo bem?

Quem vem acompanhando as postagens percebeu que, nas últimas semanas, temos feito resenhas de cada livro da série Os Hathaways. Dessa forma, a resenha de hoje será muito especial, pois vamos falar de Manhã de Núpcias, o quarto livro da série e, de longe, o meu favorito.

Como estamos falando da atípica família Hathaway, nada pode acontecer dentro dos padrões de normalidade. Assim, ao longo dos livros, vemos que quando Leo recebeu o título de Lorde Ramsay, nada parecia se encaixar. E quando tudo parece estar no seu devido lugar, Leo recebe uma carta que pode por toda essa normalidade em risco: se ele não casar e tiver um herdeiro, dentro de um ano, perderá o título e a propriedade.

A única salvação para Leo parece ser a governanta Catherine Marks, que sempre tem uma resposta afiada e um olhar repreendedor para o jovem Lorde. Todos parecem amar Catherine, mas Leo não compartilha do mesmo afeto pela jovem, ainda que ela pareça ser a sua luz no fim do túnel.

Contudo, quando um dos segredos de Catherine vem à tona, ambos percebem que precisam um do outro, mas antes precisam superar as diferenças, ainda que pareça existir entre eles algo muito mais intenso do que o ódio que aparentemente sentem um pelo outro.

Esse livro é, de longe, o meu favorito de toda a série, porque foi possível acompanhar toda a trajetória de amor de ódio do Leo e da Cat. Cheia de conversas desafiadoras, de trocas de farpas e de muitas indiretas, a relação entre eles é tudo, mesmo monótona. Ao longo dos livros, vamos conhecendo os nossos protagonistas numa posição de inimigos, o que nos leva a torcer que surja entre eles algo maior do que isso.
“Sei que sou um mau partido. Mas estou implorando que me aceite assim mesmo. Porque quero a chance de fazê-la tão feliz quanto você me faz. Quero construir uma vida com você.”
É justamente por isso que Manhã de Núpcias é tão cativante, pois nos presenteia com uma visão de Leo e Catherine como um casal em potencial. É possível ver aqui o lado doce e preocupado que um tem em relação com o outro, pois eles sabem que não são perfeitos e que ainda precisam superar as sombras provocadas pelo passado de ambos.

Catherine Marks é uma protagonista que, de certa forma, difere de todas as outras damas dos romances de época. Ela não vive intensamente as festas ou está à procura de um bom partido. Ela vive à margem disso tudo e busca sempre se tornar invisível na multidão.

Cat é uma personagem de língua afiada, perceptiva e que consegue ser firme, porém delicada com as pessoas. Ao longo do livro, vamos percebendo que a solidão sempre esteve presente no passado da nossa jovem dama, além do fato de ela estar sempre fugindo das suas sombras. Assim, a Família Hathaway representa um porto seguro para Catherine, é local em que ela se permite ser ela mesma, sem nenhum temor.

Ao longo da trama, vamos conhecendo mais do passado de Catherine e descobrindo que o seu passado foi difícil e que o medo sempre esteve presente em sua vida, visto que ela teve que fugir para conseguir ser livre do que o futuro degradante que a aguardava.

Por ter esse passado tão duro, Cat é muito prática e racional, o que a torna um tanto quanto evasiva aos olhos dos outros. E é justamente por isso que a personalidade autêntica do nosso protagonista é tão importante, pois ele consegue tornar Catherine aberta à felicidade e às doces surpresas que a vida pode proporcionar.

“Todos merecem uma segunda chance.”
Meu Deus, o que falar de Leo Hathaway? Confesso que, no primeiro livro, não suportava o jeito cínico dele e ficava bastante chateada com o jeito autodestrutivo dele. Contudo, ao longo dos outros livros, é perceptível ver que Leo está tentando se reencontrar e que, apenas dos seus temores, ele está procurando achar a sua paz interior novamente.

O jeito cínico e irreverente de Leo é uma das melhores partes do livro, pois ele consegue por leveza à trama e ainda sim ser sensível. Ainda que tente esconder, Leo tem um coração enorme e, quando ele implica com uma pessoa, é sinal de que ele realmente a ama.

Com certeza, esse foi um dos meus casais literários favoritos, pois eles conseguem conservar as suas características mais marcantes, mas também são capazes de formar uma relação doce, intensa e que arrebata o nosso coração.

“Descanse em meu coração. Deixe-me zelar por seus sonhos. E saiba que amanhã de manhã, e em todas as manhãs depois disso, você acordará perto de alguém que a ama.”
Manhã de Núpcias é o quarto livro da série Os Hathaways e vai nos mostrar que, por mais difícil que pareça ser, somos sempre fortes o suficiente para enfrentar os nossos temores, quando temos ao nosso lado pessoas que nos amam verdadeiramente

Classificação: 5 estrelas 💖

4 comentários:

  1. Olá! Tenho muito vontade de ler essa série! Parece ser muito boa! Vi que você faz marcadores lindos e me interessei! Eu pude ver alguns deles no blog da Ale. Também moro em Fortaleza!

    beijos!

    http://pitadadecinemaeleitura.blogspot.com.br/2017/04/precisamos-falar-sobre-os-13-porques.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiiiiii,
      Muito Obrigada pela sua visita aqui no Blog. Gostei muito dessa série e achei algumas das peculiaridades dessa família muito legais. Se você gosta de Romance de Época, acho que será uma experiência literária bem legal. Que coisa boa saber que você também é de Fortaleza. Muito feliz que tenha gostado dos Marcadores. Depois dá uma passadinha lá no Instagram.
      Beijooos no coração,
      Bel <3

      Excluir
  2. Ooooi Bel, minha linda!
    Esse também é o meu livro favorito da série, acho que é o melhor da Lisa Kleypas.
    Sempre a achei meio morna, mas confesso que essa obra foi boa.
    Eu adorava a Cat falando umas verdades para o Leo, rs.
    Mas perciso ler os livros das estações! Minha mãe gostou tanto.
    Beijos no seu coração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Aleeeee,
      Que supimpa saber que esse também é o seu favorito. Ainda não li o último, mas acho que não tem como alguém superar a Cat e o Leo. Muito amor envolvido por esses dois e pelas discussões deles também. Hahaha. Acho que você vai amar o segundo livro da série das estações.
      Beijooooos no coração,
      Bel <3

      Excluir