[Resenha] Quando o Amor bater à sua Porta

Oi, Pessoal, tudo bem?

A resenha de hoje será dedicada ao livro Quando o Amor bater à sua Porta, da escritora nacional Samanta Holtz. Esse foi o primeiro contato que tive com as obras da escritora e a curiosidade sobre essa trama foi só crescendo, à medida que vi tantos leitores elogiando o livro, que foi publicado pela Editora Arqueiro e que está com uma edição muito linda.

De maneira geral, o livro vai abordar a história de Malu Rocha, que tem 29 anos, é uma reconhecida escritora de romances e está tentando concluir um dos seus novos livros, quando um estranho bate à sua porta. Coincidência ou truque do destino, esse estranho que chega de maneira tão inesperada à sua porta se chama Luiz Otávio, o mesmo nome do personagem do seu novo livro que está sendo escrito. E o mais inusitado é que ele perdeu a memória e que a única coisa que sabe é que tinha que ir a São José dos Pinhais para uma reunião com a nossa protagonista.

A partir do momento que o caminho dos nossos protagonistas se cruzam, os dois embarcam numa jornada recheada de (re)descobrimento, de enfrentamento dos medos e de envolvimento com um dos sentimentos mais poderosos existentes: o amor.

Quando comecei a ler e a marcar inúmeras frases, percebi que esse livro realmente seria maravilhoso e que me deixaria pensando no enredo durante muito tempo ainda.

Malu Rocha é uma mulher independente, de 29 anos, que se dedica integralmente à sua escrita e que gosta de ter controle em relação ao seu cotidiano. Além de ser muito prática e objetiva, a primeira impressão que temos de Malu está voltada para o seu tom frio e insensível nas relações interpessoais, exceto quando estamos falando da relação com o seu avô.

À primeira vista, Malu não parece uma protagonista muito receptiva, pois o seu tom frio também é capaz de deixar os leitores com um pé atrás. Contudo, quando vemos a forma como Malu trata o seu avô, o seu Ignácio, percebemos que ela esconde muito mais do que aparenta ser, em seu coração. Quando temos Malu, a neta de Ignácio, vemos uma moça doce, paciente e extremamente carinhosa com aqueles que ela realmente ama.
“Não há melhor guia do que a voz dentro do seu coração. Ele é sempre o mais importante.”
A nossa protagonista tem um passado sofrido, que abrange tanto dores em relação a perdas familiares como em relação a assuntos do coração. E é justamente pelo misto dessas dores e dessas cicatrizes, que Malu se constrói novamente e escolhe quais as partes que ela quer que as outras pessoas conheçam dela e da sua personalidade. Logo, precisamos saber que a Malu que vamos conhecendo, no decorrer das páginas do livro, é muito mais grandiosa do que a Malu que conhecemos nos primeiros capítulos.


Em contrapartida, temos Luiz Otávio Veronezzi, que por mais que tenha perdido a memória, desde o começo do livro, é um dos personagens mais lúcidos e mais cativantes que já tive o prazer de conhecer. Com um coração grandioso e gentil, Luiz Otávio tem a capacidade de desvendar não só a mente de Malu, mas também alguns dos medos e das incertezas dos próprios leitores.

Por mais que Luiz Otávio esteja perdido e confuso sobre a sua vida antes do acidente, nosso protagonista será de fundamental importância para o renascimento de Maria Luiza e da sua verdadeira essência. Por mais que não tenha domínio de quem ele foi, Luiz é muito verdadeiro e muito seguro de quem ele é. Ele é capaz de ouvir e de analisar a situação de uma forma tão profunda, que seria bom se todo mundo tivesse um amigo como o Luiz Otávio.

Luiz é capaz de entender Malu e de ajudá-la, mesmo que ela ainda não saiba que precisava tanto de ajuda. Só que essa luz que ele oferece é revigorante não só para ela, mas também para todos os leitores.
“De nada adianta a mocinha escolher um herói para seu final feliz se ela não estiver em paz consigo mesma.”
Às vezes, a partir do momento que vamos crescendo, nos deparamos com situações que nos marcam profundamente, tanto positivamente quando negativamente. Essas situações deixam marcas e vamos nos moldando a essas cicatrizes, deixando muitas vezes que a nossa essência se perca ou se enfraqueça, através do tempo.

Determinadas situações foram tão fortes e definitivas que não conseguimos superar imediatamente, o que nos faz retornar ao ponto de origem, inúmeras vezes, em busca de saber o que deu errado e se ainda somos capazes de nos encontrar novamente, justamente naquele ponto em que nos perdemos.

São lições como essas que Luiz Otávio vai proporcionar à Malu, auxiliando assim que a nossa protagonista possa se despir de todos os seus medos e de todas as inseguranças, sendo assim capaz de se mostrar ao mundo como ela realmente é, em toda a sua grandiosidade e sensibilidade.

Eu amo quando o livro nos presenteia com personagens mais velhos, que possuem uma grande bagagem e lições sempre inspiradoras. Nessa obra da Samanta não foi diferente. Quem me conhece sabe que sou completamente apaixonada pelo Vô Narciso, de Procura-se um Marido, da Carina Rissi; então, simplesmente amei a participação do Vô Ignácio, que sempre se manteve muito lúcido e coerente nos seus conselhos.

A diversão vai ficar por conta da Rebeca, a assessora da Malu, que é muito engraçada nas suas trapalhadas, mas também muito verdadeira e prestativa. O que falta na Rebeca é só uma lapidação profissional, porque entusiasmo e amor pela sua autora preferida ela tem de sobra, o que é muito contagiante.

Agora, temos que ter uma pausa dramática para as últimas cenas. Meu Deus, não parei de sorrir um minuto sequer com a surpresa que ocorre nas últimas páginas do livro. A intensidade e a forma como a cena foi trabalhada foram tão maravilhosas, que eu me senti dentro do próprio livro.
“As feridas queimavam dentro dela, e seria preciso suportar a dor se quisesse vivenciar a cura.”
Esse foi o meu primeiro contato com a escritora Samanta Holtz e preciso dizer que amei a forma como o enredo foi trabalhado. O livro une justamente a técnica com uma história grandiosa e apaixonante. Com toda certeza, esse livro se tornou um dos favoritos da minha estante.

Quando o Amor bater à sua Porta é um livro apaixonante, com lições preciosas sobre quem nós somos, fomos e vamos nos tornar. Um livro que vai arrebatar o seu coração e vai te fazer perceber que, às vezes, precisamos renascer para reencontrar a nós mesmos novamente.


Classificação: 5 estrelas (💓)

2 comentários:

  1. Querida Bel,

    Que delícia ler essa resenha tão linda e carinhosa sobre "Quando o amor bater à sua porta"!! Amei saber que seu primeiro contato com uma obra minha já foi tão positivo, e espero, de coração, que venha a se apaixonar por todos os meus outros atuais e futuros livros também!!

    Muito obrigada por dividir sua opinião sobre a história aqui no blog de forma tão carinhosa!

    PS: E o que falar desse marcador personalizado??? AMEEEEEEEEEEI!


    Beijos no coração!
    Sam

    ResponderExcluir
  2. Querida Samanta,
    Fiquei extremamente feliz em compartilhar com você o que achei do seu livro tão incrível e mais emocionada ainda com o seu carinho e com a sua atenção com as suas leitoras. Estou tão feliz que você tenha gostado da resenha e do marcador <3.
    Com toda certeza, vou mergulhar na história dos seus livros anteriores e vou ficar já na empolgação para ler os seus próximos lançamentos.
    Muito Obrigada por essa história tão cativante e por ler a minha resenha.
    Beijos no Coração,
    Bel <3

    ResponderExcluir